Filme: A Garota no Trem

em 13 de jun de 2019

Olá leitores, tudo bem? 
A resenha de hoje é do filme "A Garota no Trem", baseado no livro de mesmo título, da autora Paula Hawkins.


Direção: Tate Taylor
Estreia: 27 de Setembro de 2016
Duração: 1h53min
Origem: EUA
Classificação indicativa: Maiores de 14

"Rachel (Emily Blunt), uma alcoólatra desempregada e deprimida, sofre pelo seu divórcio recente. Todas as manhãs ela viaja de trem de Ashbury a Londres, fantasiando sobre a vida de um jovem casal que vigia pela janela. Certo dia ela testemunha uma cena chocante e mais tarde descobre que a mulher está desaparecida. Inquieta, Rachel recorre a polícia e se vê completamente envolvida no mistério."
Eu já havia lido o livro (inclusive tem a resenha aqui no blog) e confesso que amei a história, o filme foi bem fiel ao livro, a única mudança foi a troca do cenário, de Londres para Nova York (???). 

Assim como no livro, temos a história através de três mulheres, Emily a protagonista do filme é uma mulher cheia de problemas, não consegue superar o antigo relacionamento, alcóolatra, acaba perdendo o emprego, mas continua pegando o trem todas as manhãs e começa a observar a vida de um casal que mora perto de onde ela morava com o ex-marido, que agora estava casado novamente com a segunda personagem da trama, Anna. 


No livro ela recebe um maior destaque que no filme, casada com Tom, ex de Emily, Anna vive com o marido e com a filha bebê. A terceira personagem, Megan, é a mulher que Emily observa todos os dias do trem. Uma mulher bonita, casada e aparentemente feliz, que de repente é assassinada.

Daí a trama se desenvolve em torno de descobrir o assassino e o motivo da morte de Megan e também da busca de respostas por parte da Emily que, alcoolizada na noite do crime, não se lembra de nada que aconteceu.


A história não acontece de forma linear, são vários flashbacks que no fim montam um cenário completo, assim como no livro.

Eu adorei o filme assim como o livro, mas confesso que o livro me interessou mais, talvez por já saber o final da história, eu não tenha me emocionado tanto com o filme, mas ele é bastante bom. Se você gosta de um suspense ou thriller deveria ler/assistir!

LEIA MAIS

TOP 5: Séries de Livros que não terminei, nem pretendo

em 12 de jun de 2019

Olá leitores, tudo bem?

Hoje vou contar para vocês as séries ou livros que eu comecei e não quis terminar por diversos motivos, ou desinteresse na história ou porque não gostei mesmo... 


1) Simplesmente Ana - Marina Carvalho


Eu adorei a história, mas não tive interesse em continuar com o próximo livro...
"Imagine que você descobre que seu pai é um rei. Isso mesmo, um rei de verdade em um país no sudeste da Europa. E o rei quer levá-la com ele para assumir seu verdadeiro lugar de herdeira e futura rainha…Foi o que aconteceu com Ana. Pega de surpresa pela informação de sua origem real, Ana agora vai ter que decidir entre ficar no Brasil ou mudar-se para Krósvia e viver em um país distante tendo como companhia somente o pai, os criados e o insuportável Alex.Mudar-se para Krósvia pode ser tentador — deve ser ótimo viver em um lugar como aquele e, quem sabe, vir a tornar-se rainha —, mas ela sabe que não pode contar com o pai o tempo todo, afinal ele é um rei bastante ocupado. E sabe também que Alex, o rapaz que é praticamente seu tutor em Krósvia, não fará nenhuma gentileza para que ela se sinta melhor naquele país estrangeiro.A não ser… A não ser que Alex não seja esta pessoa tão irascível e que príncipes encantados existam.Simplesmente Ana é assim: um livro divertido, capaz de nos fazer sonhar, mas que — ao mesmo tempo — nos lembra das provas que temos que passar para chegar à vida adulta."
2) Melancia - Marian Keyes


Gente, eu não consigo entender como as pessoas gostaram desse livro, eu não consegui nem terminar... 
"Melancia é um romance sobre a arte de manter o bom humor mesmo nos momentos mais adversos. Com 29 anos, uma filha recém-nascida e um marido que acabou de confessar um caso de mais de seis meses com a vizinha também casada, Claire se resume a um coração partido, um corpo inteiramente redondo, aparentando uma melancia, e os efeitos colaterais de gravidez, como, digamos, um canal de nascimento dez vezes maior que seu tamanho normal! Nada tendo em vista que a anime, Claire volta a morar com sua excêntrica família: duas irmãs, uma delas obcecada pelo oculto, e a outra, uma demolidora de corações; a mãe viciada em telenovelas e com fobia de cozinha; e o pai, à beira de um ataque de nervos. Após passar alguns dias em depressão, bebendo e chorando, Claire decide avaliar os prós e os contras de um casamento de três anos. É justamente nessa hora que James, seu ex-marido, reaparece. Claire irá recebê-lo, mas lhe reservará uma bela surpresa."
3) As Crônicas de Nárnia - C. S. Lewis


Eu tentei muito gostar desse livro, mas eu não consegui... E, sinceramente, nem tenho vontade de tentar de novo.
"Viagens ao fim do mundo, criaturas fantásticas e batalhas épicas entre o bem e o mal - o que mais um leitor poderia querer de um livro? O livro que tem tudo isso é 'O leão, a feiticeira e o guarda-roupa', escrito em 1949 por Clive Staples Lewis. MasLewis não parou por aí. Seis outros livros vieram depois e, juntos, ficaram conhecidos como 'As crônicas de Nárnia'. Nos últimos cinqüenta anos, 'As crônicas de Nárnia' transcenderam o gênero da fantasia para se tornar parte do cânone da literaturaclássica. Cada um dos sete livros é uma obra-prima, atraindo o leitor para um mundo em que a magia encontra a realidade, e o resultado é um mundo ficcional que tem fascinado gerações. Esta edição apresenta todas as sete crônicas integralmente, num único volume. Os livros são apresentados de acordo com a ordem de preferência de Lewis, cada capítulo com uma ilustração do artista original, Pauline Baynes. Enganosamente simples e direta, 'As crônicas de Nárnia' continuam cativando os leitores com aventuras, personagens e fatos que falam a pessoas de todas as idades."
4) Bruxos e Bruxas - James Patterson


Eu li os dois primeiros livros da série, e não achei ruim não, mas faltou alguma coisa para despertar o desejo de continuar a série... quem sabe no futuro.
"Em pleno século XXI, os irmãos Allgood, With e Whisty são arrancados de sua casa no meio da noite e jogados na prisão, acusados de bruxaria. Vários outros jovens como eles foram sequestrados, presos e outros desapareceram. Tudo isso acontece porque o mundo foi comandado por um novo governo "Nova Ordem", que acredita que todos os menores de dezoito anos são suspeitos e que praticam bruxaria. Quem comanda a N.O é O Único Que É O Único, e seu objetivo é tirar tudo que faz parte da vida de um adolescente normal, livros, música, arte, comandar o mundo e desvendar todos os segredos da magia.Qualquer forma de protesto contra a N.O será punida com muita rigidez e tortura, até que a pessoa possa completar dezoito anos, e assim ser condenado a morte.A missão dos irmãos Allgood é livrar o mundo desse novo regime e resgatar seus pais desaparecidos. Mas será que eles conseguirão enfrentar a Nova Ordem, salvar todos dessa tortura e encontrar seus pais? "
5) Para Sempre (Os Imortais #1) - Alysson Noel


Dessa série eu li somente os dois primeiros e dentre todos estes aqui, é a série que talvez tenha 1% de chance de me conquistar de novo, haha... A história é boa, mas também faltou alguma coisa...
"Ever Bloom tinha uma vida perfeita: era uma garota popular, acabara de se tornar líder de torcida do principal time da escola e morava numa casa maravilhosa, com o pai, a mãe, uma irmãzinha e a cadela Buttercup. Nada no mundo parecia capaz de interferir em sua felicidade, o céu era o limite! Até que um desastre de automóvel transformou tudo em um pesadelo angustiante. Ever perdeu toda a sua família. Mudou de cidade, de escola, de amigos, e agora, além de todas essas transformações em sua vida, ela precisa aprender a conviver com uma realidade insuportável: após o acidente, ela adquiriu dons especiais. Ever enxerga a aura das outras pessoas, pode ouvir seus pensamentos e, com um simples toque, é capaz de conhecer a vida inteira de alguém. É insuportável. Ela foge do contato humano, esconde-se sob um capuz e não tira dos ouvidos os fones do i-pod, cujo som alto encobre o som das mentes a seu redor. Até que surge Damen. Tudo parece cessar quando ele se aproxima. Só ele consegue calar as vozes que a perturbam tão intensamente. Ever não entende o porquê disso, mas é incapaz de resistir à paz que ele lhe proporciona, à sensação de, novamente, ser uma pessoa normal. Ela não faz ideia de quem ou o quê Damen realmente é. Sua única certeza é estar cada vez mais envolvida... e apaixonada."

Vocês já terminaram algum desses? O que acharam? Quais livros vocês não conseguiram terminar? Deixe aí nos comentários...
LEIA MAIS

Crítica | Black Mirror: S03E04 - San Junipero

em 11 de jun de 2019

Olá leitores, tudo bem? 
Hoje vou compartilhar com vocês a minha opinião sobre o quarto episódio da terceira temporada de "Black Mirror" da Netflix, espero que gostem!



Diferentemente dos outros episódios que já abordam o futuro diretamente, esse nos levou para a década de 80. Yorkie é uma jovem nerd bem recatada, já Kelly é uma mulher disposta a curtir a vida, experimentando de tudo. As duas se conhecem em um bar em San Junipero, que dá o nome do episódio.

Yorkie se apaixona como já era previsto, mas Kelly some sem dar notícias. Daí quando elas se reencontram, nos é revelado uma história totalmente além de um simples romance entre duas mulheres. Estamos no futuro, ambas as protagonistas já são idosas, e a cidade na verdade é uma dimensão virtual, e que quando as pessoas morrem, deixam ali sua "consciência" vivendo eternamente dentro dessa realidade virtual (fazendo uma alusão ao paraíso).


Yorkie está em estado vegetativo e atrás de sua eutanásia para poder "viver" permanentemente naquele software e convida Kelly para ficar ali com ela, mas Kelly já foi casada e teve um filha, ambos mortos e ela não sabe se quer "viver" ali sabendo que seus familiares não estão ali...

Um dos meus episódios favoritos da série até aqui, até que ponto preferimos o mundo virtual do que a vida real?

E você, já assistiu ou pretende assistir? Conte aí nos comentários...
LEIA MAIS

Resenha: Harry Potter e as Relíquias da Morte - J.K.Rolling

em 6 de jun de 2019

Olá leitores, tudo bem? 
Hoje vou compartilhar com vocês a minha opinião sobre o livro "Harry Potter e as Relíquias da Morte" da autora J. K. Rowling, espero que gostem!


Autor: J. K. Rolling
Editora: Rocco
Páginas: 592
Lançamento: 2007
"Desta vez, Harry Potter foi encarregado de uma tarefa obscura, perigosa e aparentemente impossível: localizar e destruir os Horcruxes remanescentes de Voldemort. Potter nunca esteve tão sozinho nem teve de enfrentar um futuro tão sombrio. Porém, de algum modo, Harry deve encontrar dentro de si próprio a força para completar a tarefa que lhe foi dada: ele deve sair do ambiente acolhedor e seguro da Toca para seguir sem temor nem hesitação pelo inexorável caminho que lhe foi traçado...Na sétima e última parte da saga de Harry Potter, J.K. Rowling revela de modo espetacular respostas que há muito são esperadas. A encantadora e elaborada narrativa, com guinadas repentinas em compassos de tirar o fôlego, confirma a autora como uma grande contadora de histórias cujos livros serão lidos, re-lidos e lidos mais uma vez."

A batalha realmente chegou, e para o trio de amigos nada será muito fácil... Eles agora estão em busca das horcruxes, importantes para derrotar o Lorde das Trevas. E depois de volta a Hogwarts, onde a batalha final finalmente acontecerá, e Harry enfrentará Voldemort de uma vez por todas.

Harry agora está com dezessete anos, por isso a história perde um pouco do ar juvenil, os segredos revelados por Snape deram uma reviravolta na história toda, e a relação entre Harry, Rony e Hermione amadurecem muito, a amizade deles é emocionante.

Enfim, eu queria poder dizer mais coisas, mas sinto tudo pode ser considerado spolier (bem difícil achar alguém que se não leu o livro, pelo menos assistiu o filme, mas né nunca se sabe... hehe).

Chegamos no final dessa saga que sou fã de paixão... Reler todos os livros foi uma experiência maravilhosa, super indico essa experiência caso você já tenha lido a saga há uns bons anos atrás...
LEIA MAIS

Canais do Youtube sobre Empoderamento Feminino

em 5 de jun de 2019

Fonte: Seven List
LEIA MAIS
Topo