Crítica | Black Mirror: S01E01 - The National Anthem


Olá leitores! Tudo bem?

Comecei a assistir Black Mirror e estou ainda absorvendo a vida, haha! É uma série muito complexa de entender e cada episódio faz um crítica muito forte sobre a realidade em que vivemos. Por isso achei legal contar para vocês um pouco sobre cada episódio (sem spoilers) e sobre a crítica social que ela apresenta.



A primeira temporada tem três episódios, o primeiro se chama The National Anthem (O Hino Nacional), cada episódio é uma história diferente para a gente absorver.

Esse primeiro conta a história do Primeiro Ministro da Inglaterra, Michael Callow. Ele é acordado no meio da madrugada por seus assessores para uma emergência. 

Um vídeo postado no Youtube, praticamente impossível de ser rastreado, mostra a princesa Susannah em prantos amarrada em uma cadeira, sequestrada e dizendo as condições para que ela seja solta. Eles não querem dinheiro ou algo do tipo, mas sim que o primeiro ministro tenha uma relação sexual com uma porca, e que isso seja transmitido ao vivo mundialmente.



Até aí, o governo tenta de todas as maneiras identificar o sequestrador e resgatar a princesa, porque a princípio a ideia de ceder a chantagem não passa pela cabeça do governo.

Daí começa o espetáculo. A população totalmente interessada no assunto, comentando, e aumentando a repercussão do caso, mostrando que para elas o importante era rir da situação. E a mídia loucamente buscando informações e exclusivamente se importando com número de audiência.

A crítica está exatamente aí, a necessidade de compartilhar e espalhar o sofrimento alheio. Quantas vezes vemos nas redes sociais pessoas compartilhando fotos de pessoas em situações negativas, e o pior disso tudo é que não compartilham por comoção, mas sim porque o sofrimento alheio já se banalizou.

São imagens e vídeos que me causam aversão, quando recebo nem abro. Mas as pessoas além de abrir, compartilham... Sem pensar sobre as consequências na vida das pessoas envolvidas. Se tornou um grande espetáculo de horrores, e as pessoas pagam ingresso para assistir.

Sem falar das mídias sensacionalistas né?! Que existem aos montes por aí... Por cliques, visualizações e pontos de audiências transmitem notícias que pelo amor de Deus...

Enfim, não vou contar para vocês se o ministro cede a chantagem ou não, mas no final essa crítica se torna mais visível ainda. Vale muito e pena assistir esse seriado, mas se prepare porque é uma série que vai fazer mais do que entreter, vai te fazer pensar.


4 comentários:

  1. Mari!
    Gosto das séries que falam sobre os bastidores da política, seja lá em que país for e das 'cachorradas' que os políticos fazem, achando que não serão pegos.
    Boa indicação, obrigada.
    “Conhecer os outros é sabedoria. Conhecer-se a si próprio é sabedoria superior.” (Lao-Tsé)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE MAIO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado Rudy! Bjss

      Excluir
  2. Oi, séries assim que fazem críticas de situações bem atuais na sociedade, são sempre muito interessantes.
    E sobre a primeira temporada que nos contou, as pessoas realmente gostam de ver o sofrimento alheio, como se fosse um espetáculo.

    Ótima indicação! É para se refletir mesmo!

    ResponderExcluir

A Blogueira



Mari, ariana, apaixonada por livros, séries, filmes e maquiagem. Pretende cursar Relações Públicas e viajar o mundo inteiro. Quer saber mais? Acompanhe nas redes sociais...

Acompanhe

Fanpage

Leitores

Último Vídeo

Siga por E-mail

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Tutoriais de Beleza

PróximasResenhas

Todos os Posts