Resenha: Harry Potter e o Enigma do Princípe - J.K Roling

em 10 de ago. de 2020

Olá leitores, tudo bem? 
Hoje vou compartilhar com vocês a minha opinião sobre o livro "Harry Potter e o Enigma do Príncipe" da autora J. K. Rowling, espero que gostem!


Autor: J. K. Rolling
Editora: Rocco
Páginas: 512
Lançamento: 2005
"Harry Potter e o Enigma do Príncipe dá continuidade à saga do jovem bruxo Harry Potter a partir do ponto onde o livro anterior parou, o momento em que fica provado que o poder de Voldemort e dos Comensais da Morte, seus seguidores, cresce mais a cada dia, em meio à batalha entre o bem e o mal. A onda de terror provocada pelo Lorde das Trevas estaria afetando, até mesmo, o mundo dos trouxas (não-bruxos), e sendo agravada pela ação dos dementadores, criaturas mágicas aterrorizantes que “sugam” a esperança e a felicidade das pessoas. Harry, que acabou de completar 16 anos, parte rumo ao sexto ano na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, animado e, ao mesmo tempo, apreensivo com a perspectiva de ter aulas particulares com o professor Dumbledore, o diretor da escola e o bruxo mais respeitado em toda comunidade mágica.Harry, longe de ser aquele menino magricela que vivia no quarto debaixo da escada na casa dos tios trouxas, é um dos principais nomes entre aqueles que lutam contra Voldemort, e se vê cada vez mais isolado à medida que os rumores de que ele é O Eleito, o único capaz de derrotar o Lorde das Trevas, se espalham pelo mundo dos bruxos. Dois atentados contra a vida de estudantes, a certeza de Harry quanto ao envolvimento de Draco Malfoy com os Comensais da Morte e o comportamento de Snape, suspeito como sempre, adicionam ainda mais tensão ao já inquietante período.Apesar de tudo isso, Harry e os amigos são adolescentes típicos: dividem tarefas escolares e dormitórios bagunçados, correm das aulas para os treinos de quadribol, e namoram. Rony e Hermione os melhores amigos de Harry, se dão conta (finalmente!) da atração que sentem um pelo outro; Harry e Gina, a irmã mais nova de Rony, também."

Resenha do sexto livro da famosa saga de bruxos que estou relendo (se você ainda não viu, já fiz resenhas de todos eles aqui no blog).

Posso dizer a mesma coisa que disse na resenha do quinto livro, me surpreendeu como se fosse a primeira vez que estivesse lendo, essa saga é incrível mesmo...

Mais uma vez passando as férias na casa de seus detestáveis tios, Dumbledore aparece para uma visita e esclarece o porquê de Harry ter sempre que passar as férias ali e não em outro lugar, além disso o diretor leva Harry para conhecer um ex-professor de Hogwarts e convencê-lo a voltar a dar aulas. 

De voltas as aulas, e com algumas mudanças de professores, Harry se destaca nas aulas de Poções após encontrar uma antigo livro do misterioso "Príncipe Mestiço", que estudou na escola há alguns anos. A parte interessante mesmo deste livro são as aulas que Harry tem com Dumbledore, onde ele mostra fragmentos de memórias na penseira do passado de Voldemort para que ele possa entender mais como ele se tornou o Lorde das Trevas e o que fazer para derrotá-lo.

Os personagens neste livro estão mais maduros, e dilemas amorosos começam a surgir, e principalmente a relação entre Rony e Hermione ganha um destaque, eles são fofos e divertidos...

Em busca de derrotar o Lorde das Trevas, Harry e seus amigos embarcam em mais uma aventura, e infelizmente pessoas queridas se perdem no processo (eu chorei muito, nossa)... 

Agora só falta o último livro da saga de bruxos, para finalmente saber o desfecho desta história e se Harry e seus amigos conseguiram derrotar o famoso Voldemort e os Comensais da Morte de uma vez por todas...

E você, já leu ou assistiu aos filmes desta saga? Conte aí nos comentários... 
LEIA MAIS

Seriado: O Último Guardião - 1° Temporada [Resenha]

em 7 de ago. de 2020

Olá leitores, tudo bem? 
Hoje vou compartilhar com vocês a minha opinião sobre o seriado "O Último Guardião" da Netflix, espero que gostem!


Uma coisa bastante legal da Netflix é a variabilidade de séries produzidas em países que não estamos acostumados a ver, esse ano mesmo já assisti séries alemãs, australianas, espanholas e agora esta de Istambul.

Hakan é o protagonista da série, após seu pai adotivo morrer, ele descobre que é o "protetor", o guardião de Istambul contra o último Imortal, e que apenas o protetor é capaz de matá-lo.


Com a ajuda de uma manta que o protege de tudo, ele e seus novos companheiros vão em busca da única adaga capaz de matar o Imortal, além de descobrir quem ele é.

Para depois arruinar tudo por causa de um romance... Bem típico né?!


O final tem uma brecha enorme para outra temporada... É realmente uma série bem legal para se distrair com seus dez episódios, o mais interessante é conhecer um pouco mais sobre o país, o povo e a cultura daquele lugar.



E você, já assistiu ou pretende assistir? Conte aí nos comentários...
LEIA MAIS

TAG: Se eu te Perguntasse

em 5 de ago. de 2020

Olá Leitores! Tudo bem?

Hoje vou responder mais uma tag aqui no blog para vocês. Vamos lá?



1- Você tem alguma mania? Qual? Tenho várias, mas sempre na hora de contar para alguém eu esqueço.

2- Você cumprimenta estranhos na rua? Não costumo, mas sempre respondo.

3- Quem faz os serviços domésticos na sua casa? Eu, minha irmã e minha mãe.

4- Você acha que às vezes acaba comprando produtos sem necessidade? Acho, mas hoje bem menos do que antigamente.

5- Você fuma? Não, e não gosto que fumem perto de mim.

6- Quantas pessoas moram na mesma casa que você? 5.

7- Você tem medo de envelhecer? Tenho muito, envelhecer sem ter feito tudo que eu queria.

8- Você usa maquiagem vencida? Não.

9- Qual a sua prioridade na vida? Ser feliz sempre.

10- Você joga lixo na rua? Não.

11- Você está lendo algum livro? Qual? Sim, Boneco de Neve.

12- Com que frequência você faz as unhas? Toda semana.

13- Você usa hidratante para o rosto? Qual? Uso, mas não lembro o nome.

14- Quais os itens de maquiagem que você usa no dia a dia? Batom e rímel.

15- Qual câmera você usa para gravar seus vídeos? Não gravo vídeos, ainda.

16- Qual seu cheiro agora? Uai, o natural, haha!

17- Você acha que os produtos caros são sempre os melhores? Nem sempre.

18- Ao sair de um supermercado você percebe que o caixa lhe deu R$ 50 a mais no troco. Você volta e devolve o dinheiro? Claro.

19- No ônibus ou em fila de banco, você dá lugar para os idosos? Sempre.

20- Você é uma pessoa sociável? Sou.

21- Seu celular está sempre com créditos? Quase nunca, haha!

22- Caso fosse fazer uma cirurgia plástica, o que você mudaria? Minha testa, muito grande.

23- Sua melhor amiga está sendo traída pelo marido ou namorado. Você contaria caso você soubesse? Lógico.

24- Você comete algum dos pecados capitais? Qual? Não lembro quais são, mas sei que cometo gula e preguiça.

25- Você é feliz? Sim.

26- Você é uma pessoa vingativa? Não.

27- Já se sentiu evitado por uma ou mais pessoas em algum momento da vida? Já.

28- Você acredita que as pessoas mudam? Acredito e ainda bem né!

29- Você gosta de ser visitada com frequência? Quando avisam sim.

30- Tem gente que diz que o YouTube é coisa de gente que não tem o que fazer. O que você acha disso? Discordo, dá muito trabalho.

LEIA MAIS

Resenha: Cidade dos Etéreos (O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares #2) - Ransom Riggs

em 3 de ago. de 2020

Olá leitores, tudo bem? 
Hoje vou compartilhar com vocês a minha opinião sobre o livro "Cidade dos Etéreos" do autor Ransom Riggs, espero que gostem!


Autor: Ransom Riggs
Editora: Intrínseca
Páginas: 384
Lançamento: 2016
"Cidade dos Etéreos dá sequência ao celebrado O orfanato da srta. Peregrine para crianças peculiares, em que o jovem Jacob Portman, para descobrir a verdade sobre a morte do avô, segue pistas que o levam a um antigo lar para crianças em uma ilha galesa. O orfanato abriga crianças com dons sobrenaturais, protegidas graças à poderosa magia da diretora, a srta. Peregrine.Neste segundo livro, o grupo de peculiares precisa deter um exército de monstros terríveis, e a srta. Peregrine, única pessoa que pode ajudá-los, está presa no corpo de uma ave. Jacob e seus novos amigos partem rumo a Londres, cidade onde os peculiares se concentram. Eles têm a esperança de, lá, encontrar uma cura para a amada srta. Peregrine, mas, na cidade devastada pela guerra, surpresas ameaçadoras estão à espreita em cada esquina. E, além de levar as crianças a um lugar seguro, Jacob terá que tomar uma decisão importante quanto a seu amor por Emma, uma das peculiares.Telecinesia e viagens no tempo, ciganos e atrações de circo, malignos seres invisíveis e um desfile de animais inusitados, além de uma inédita coleção de fotografias de época — tudo isso se combina para fazer de Cidade dos etéreos uma história de fantasia comovente, uma experiência de leitura única e impactante."
Dando sequência ao primeiro livro da série (resenhado aqui no blog, caso você não tenha visto ainda) O Orfanato da Srta Peregrine para Crianças Peculiares, "Cidades dos Etéreos" não deixa a desejar, é tão bom quando o primeiro da trilogia.

Este segundo livro começa exatamente onde o primeiro terminou, com os Peculiares em busca de uma lugar seguro para ficarem depois de serem atacados em sua fenda (eu amo quando as continuações partem de onde pararam, sem nenhum minuto de história entre elas), eles estão indo para Londres, e a Srta. Peregrine não pode ser muito útil no momento, porque está presa em sua forma de pássaro.

E a missão deles é chegar até Londres para encontrar alguém que possa ajudar sua Ymbryne a voltar a forma humana, antes que seja tarde demais, e eles têm apenas três dias para isso. Ao longo dessa jornada, várias coisas acontecem, perseguições, sequestro, ataques de bombas e mais um bocado de coisas. 

Seguindo a mesma linha do livro anterior, aventura só aumenta, é de tirar o fôlego algumas situações que os peculiares passam. A narrativa com imagens me envolveu até a última página e não vejo a hora de ler o próximo livro...

E você, já leu ou quer ler esse livro/trilogia? Deixe aí nos comentários...
LEIA MAIS

Crítica | Black Mirror: S03E01 - Queda Livre

em 31 de jul. de 2020

Olá leitores, tudo bem? 
Hoje vou compartilhar com vocês a minha opinião sobre o primeiro episódio da terceira temporada de "Black Mirror" da Netflix, espero que gostem!




Uma das postagens mais visualizadas aqui no blog são as resenhas dos episódios de "Black Mirror", já havia resenhado os episódios das duas primeiras temporadas aqui no blog e decidi trazer para vocês a resenha dos episódios da terceira temporada (e, posteriormente, da quarta)...

Como vocês sabem esta série traz muitas reflexões a cada episódio novo, mas a terceira temporada está arrasadora... Assim como nas temporadas anteriores, o cenário explorado na série é o da tecnologia e seus impactos no futuro (não tão distante assim).

Nesse episódio é contado a história de Lacie, uma mulher vivendo em um mundo perfeito em tons pastel, onde tudo é maravilhoso. Nesse mundo as pessoas são avaliadas (literalmente) por outras pessoas, de 0 a 5, com base nessas avaliações você pode conseguir empregos, comprar apartamentos e quanto mais alto a avaliação mais benefícios você consegue ter. 

Por isso as pessoas mantém em uma espécie de "rede social" do futuro chamado "star" suas vidas perfeitas. Quanto mais popular melhor (qualquer semelhança com a realidade atual não é coincidência)... 


A diferença é que no futuro essas "avaliações" refletem não somente na sua vida virtual, mas na realidade também. Lacie é popular, mas não é a elite dessa sociedade, por isso ela vive atrás de uma velha amiga, Naomi, com uma vida espetacular e prestes a se casar.

Com medo de receber uma avaliação ruim, todos vivem encenando uma grande peça diariamente, se comportam de acordo com as regras, são gentis o tempo todo (não querem ajudar, mas melhorar sua imagem), não existe espaço para imperfeições, pois uma nota ruim pode ser devastadora. 

Se formos pensar nos dias atuais, quantas contas no Instagram mostram uma realidade falsa, uma felicidade que não existe, e tudo para quê? Para quem?

Lacie quer muito ir ao casamento da amiga, pois lá estarão pessoas com notas altas que poderão ajudá-la a conseguir o tão esperado 4,5 que ela precisa para comprar o apartamento que está interessada, porém as coisas saem de seu controle. Ninguém consegue manter a máscara da perfeição o tempo todo, pois existem sentimentos que são inevitáveis, ao mesmo tempo que Lacie cai, ela se liberta.

As redes sociais são benéficas até quando não tiram sua liberdade de ser quem você é, as vezes é melhor "dá um tempo" nas visitas daquele perfil que mostra uma vida perfeita e parar de nos comparamos, cada ser é único e singular, e todos nós temos problemas, não existe vida perfeita, cuidado com o que você acompanha, pode refletir diretamente na sua saúde mental.

E você, já assistiu ou pretende assistir? Conte aí nos comentários...
LEIA MAIS
Topo