Crítica | Black Mirror: S05E03 - Rachel, Jack e Ashley Too

em 31 de dez. de 2020

Olá leitores, tudo bem? 

Hoje vou compartilhar com vocês a minha opinião sobre o terceiro episódio da quinta temporada de "Black Mirror" da Netflix, espero que gostem!


A história é sobre Rachel, que após a morte de sua mãe, começa a ter dificuldades de relacionamento com sua irmã mais velha. Para lidar com isso, ela busca inspiração na diva pop Asheley O Cyrus, já que suas músicas falam sobre esperança e autoconfiança. 

Ela tem um "brinquedo", inspirado em Ashley, chamado Ashley Too, que imita a personalidade de Ashley, porém após a cantora entrar em coma, Rachel e a boneca da cantora começam a desconfiar de uma conspiração dentro da indústria da música e partem em uma missão de resgate.


A crítica desse episódio vai para os moldes da indústria fonográfica que queria vender sempre uma imagem de positividade, desconsiderando os conflitos internos da cantora. 

O que acontece muito hoje em dia, com as redes sociais, são pessoas querendo passar uma imagem que não podem sustentar. Não é humanamente possível estar bem, feliz e sorridente a todo momento, todos passam por altos e baixam, e querer vender uma imagem de felicidade a todo custo é, no mínimo, uma covarde utopia.
LEIA MAIS

TOP 5: Sagas de Livros que Quero Terminar

em 30 de dez. de 2020

Olá leitores, tudo joia?

No Top 5 de hoje vou contar para vocês algumas séries de livros que eu comecei a ler e não terminei, mas gostaria muito (o que acontece é que como faz bastante tempo que eu as li, eu lembro muito pouco da história, e para ler as continuações eu teria que reler os anteriores e confesso que isso me desanima). A maioria dos livros citados aqui já foram resenhados no blog caso vocês queiram saber mais sobre eles.


1) Os Legados de Lorien - Pittacus Lore

A minha série favorita de todos os tempos, ainda falta os dois últimos.

2) Feita de Fumaça e Osso - Laini Taylor


Li apenas o primeiro livro dessa trilogia, e gostei bastante!

3) A maldição do Tigre - Collen Houck


Essa série é muito diferente de tudo que já li, quero terminá-la... Li apenas o primeiro também!

4) Starters - Lissa Price


Essa série é um duologia, na época eu fiquei bem impressionada com a história!

5) Estilhaça-me - Tahereh Mafi 


Li os dois primeiros e gostei bastante, falta concluí-la! 

E vocês, já terminaram algumas dessas séries, o que acharam? Me conte nos comentários quais séries vocês gostariam de terminar...

LEIA MAIS

Crítica | Black Mirror: S05E02 - Smithereens

em 29 de dez. de 2020

Olá leitores, tudo bem? 

Hoje vou compartilhar com vocês a minha opinião sobre o segundo episódio da quinta temporada de "Black Mirror" da Netflix, espero que gostem!


Chris é um motorista de aplicativo que sequestra um executivo de uma empresa responsável por uma rede social, bem parecida com o Twitter. Ele faz isso para atrair a atenção do CEO da empresa, Billy Bauer. Ele só quer conversar por telefone com o presidente da empresa, a principio não sabemos o porquê.


Da parte das autoridades começa a ser feita uma investigação para saber quem e por que Chris estava fazendo aquilo e tentando uma negociação. Essa negociação contextualiza várias próblemáticas relacionadas à tecnologia, como a obsessão por redes sociais, o poder por trás das empresas ao coletar dados de seus usuários. e o avanço de notícias falsas.

Em meio a apatia das coorporações, tem um momento humano quando o protagonista consegue conversar com o CEO, sobre todos seus anseios e arrependimentos. Não tem um crítica social muito afiada ou uma reviravolta mirabolante, mas não deixa de ter impacto pra quem assiste.

LEIA MAIS

Crítica | Black Mirror: S05E01 - Striking Vipers

em 27 de dez. de 2020

Olá leitores, tudo bem? 

Hoje vou compartilhar com vocês a minha opinião sobre o primeiro episódio da quinta temporada de "Black Mirror" da Netflix, espero que gostem!


A quinta temporada de Black Mirror veio com tudo em apenas três episódios!

Neste episódio, dois antigos amigos de longa data se reencontram após mais de dez anos separados. Karl dá de presente para Danny um jogo chamado Striking Vipers, uma franquia de jogos de luta em realidade virtual.

E em uma das partidas, os dois com seus respectivos avatares se beijam e se envolvem fisicamente, complicando a relação entre eles e também com a esposa de Danny.


O episódio levanta questões como as relações no espaço digital, amizade, sexualidade e fidelidade.

Será que os sentimentos vivenciados por eles no jogo são reais? Isso pode ser considerado traição? São essas algumas reflexões que o episódio aborda, e diferente da maioria dos episódios da série, o final foi feliz para todas as partes, mas se você quer descobrir como isso foi possível, só assistindo. Garanto que é um dos melhores episódios até então!


LEIA MAIS

Crítica | Black Mirror: S04E06 - Black Museum

em 25 de dez. de 2020

Olá leitores, tudo bem? 

Hoje vou compartilhar com vocês a minha opinião sobre o sexto episódio da quarta temporada de "Black Mirror" da Netflix, espero que gostem!


Black Museum fechou a quarta temporada da melhor forma possível. São quase duas horas de episódio que te prendem do início ao fim. 

Esse museu é bastante peculiar porque reúne peças e itens de outros episódios da série, homenageando-os. São objetos ligados a crimes e assassinatos, e no fim da visita ao museu, é prometida uma grande atração.


Dividido em três histórias e todas narradas por Rolo Haynes, durante a visita guiada ao museu oferecida por ele à Nish. A história do Doutor Dawson e seu vício por dor, a lição sobre independência entre um casal, e a tortura eterna de um prisioneiro na cadeira elétrica para entretenimento de pessoas sádicas.

O final é surpreendente, e é revelado o desejo de vingança de Nish,e como o ego humano promovido pela tecnologia pode ser uma arma perigosa. Eu amei as referências aos outros episódios da série! Vale muito a pena assistir!
LEIA MAIS
Topo