Resenha: O Clã dos Magos


Olá leitores !!! 

Hoje tem resenha do livro "O Clã dos Magos" da autora Trudi Canavan.

 O Clã dos Magos

Autor: Trudi Canavan
Editora: Novo Conceito
Páginas: 434
Lançamento: 2012
Todos os anos, os magos de Imardin reúnem-se para purificar as ruas da cidade dos pedintes, criminosos e vagabundos. Mestres das disciplinas de magia, sabem que ninguém pode opor-se a eles. No entanto, seu escudo protetor não é tão impenetrável quanto acreditam.Enquanto a multidão é expurgada da cidade, uma jovem garota de rua, furiosa com o tratamento dispensado pelas autoridades a sua família e amigos, atira uma pedra ao escudo protetor, colocando nisso toda a raiva que sente. Para o espanto de todos que testemunham a ação, a pedra atravessa sem dificuldades a barreira e deixa um dos mágicos inconsciente.
Trata-se de um ato inconcebível, e o maior medo do Clã de repente se concretiza: uma maga não treinada está à solta pelas ruas. Ela deve ser encontrada, e rápido, antes que seus poderes fiquem fora de controle e destruam a todos.

Li esse livro sem muitas expectativas, mas no final acabei me surpreendendo. 

Isso porque o livro é muito bom. A narrativa é bem leve e tranquila, já a história é melhor ainda.

Antes de ler o livro, fui ver algumas resenhas no skoob e percebi que tinha muitas resenhas feitas por meninos por lá, e achei isso bem legal, porque o livro agrada ambos os públicos. Amei!

Além de ser narrado em terceira pessoa. Adoro!

O Clã dos Magos faz parte de uma trilogia e se passa na cidade de Irmandin, que ficou povoada de uma hora pra outra devido a uma explosão ao norte, o que acarretou a migração de muitos habitantes que ali moravam para Irmandin.

Mas a cidade não tinha espaço pra todo mundo e logo foram se formando várias favelas, e consequentemente muitas gangues e ladrões que precisavam ganhar dinheiro de alguma forma.

E o Rei como forma de punição á esses atos, ordenou que o Clã dos Magos fizesse uma purificação para expulsar essas gangues da cidade. Só que ás vezes pessoas inocentes acabam sendo injustiçadas o que revolta grande parte da população.

Foi o que aconteceu com Sonea, uma jovem garota das favelas, que revoltada com essa tradição de mais de trinta anos, para descontar toda a sua raiva e frustração pega uma pedra e joga contra o escudo protetor dos magos. Mas o que ela não esperava era que essa pedra atravessasse a barreira mágica deles e atingisse o Lorde Fergun.

Isso nunca havia acontecido antes, e por isso todo o Clã estava atrás de Sonea, pelo fato dela ter em mãos poderes que podem acabar prejudicando a ela mesma e à outras pessoas.

Então o Clã decide encontrá-la e ensiná-la todos os poderes de uma maga, mas isso não agradou vários outros magos que não aceitaram a presença de uma garota vinda das favelas dentro do Clã e muito menos agradou  Sonea que tem ódio dos Magos.

Sonea busca abrigo com os ladrões que logo a entrega com medo de seus poderes descontrolados. Já dentro do Clã ela tem que confiar nesses magos que ela sempre odiou e acaba percebendo que nem todos são ruins como ela achava, mas logo intrigas começam a acontecer, e Sonea começa a descobrir coisas que podem mudar o futuro do Clã para sempre.

Eu gostei de tudo ... Quer dizer, quase tudo. 

Teve uma coisa que me irritou ... Acho que foi um grande equívoco dos tradutores ou sei lá de quem fez isso:

       - "O que CÊ tá fazendo?"

Sério, não precisava disso. Na minha opinião ficou muito feio, mas muito mesmo. E foi assim o livro todo, não entendi o porquê disso. Realmente irritante!

Mas enfim, o livro é muito bom e estou louca pra ler o próximo !! 

Beijos e até mais !!

2 comentários:

  1. Olá \o Eu amooooooooo essa trilogia! Se você gostou do primeiro livro, irá adorar os outros, porque são triplamente melhores - principalmente o último!
    As gírias comentadas por vc, eu acho, foi uma maneira de botar a pessoa mais dentro do universo da favela. Fato é que os favelados não podiam falar igual o pessoal da alta classe, né, e só existe dessas duas lá dentro '-' hahahaha'

    Enfim, curti a resenha
    Beijos
    www.vicioempaginas.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Arine, entendo que o uso dessas gírias foi com o intuito de diferenciar as classes sociais, mas pra mim ficou cansativo isso, sabe?!

      Muito obrigada!!
      Beijos

      Excluir

Participe

A Blogueira



Mari, ariana, apaixonada por livros, séries, filmes e maquiagem. Pretende cursar Relações Públicas e viajar o mundo inteiro. Quer saber mais? Acompanhe nas redes sociais...

Acompanhe

Fanpage

Leitores

Último Vídeo

Siga por E-mail

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Tutoriais de Beleza

PróximasResenhas

Todos os Posts