Resenha: Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban


Olá leitores e leitoras! Tudo bem?

Dando continuidade com o projeto "Relendo Harry Potter" (Sorteio | Harry Potter e a Pedra Filosofal | Harry Potter e a Câmara Secreta), hoje trouxe para vocês a resenha do terceiro livro da saga. 

Autor: J.K Rowling
Editora: Rocco

Páginas: 394
Lançamento: 2000
Durante 12 anos o forte de Azkaban guardou o prisioneiro Sirius Black, acusado de matar 13 pessoas e ser o principal ajudante de Voldemort, o Senhor das Trevas. Agora ele conseguiu escapar, deixando apenas uma pista: seu destino é a escola de Hogwarts, em busca de Harry Potter. Neste livro o leitor estará mais uma vez mergulhando no mundo mágico de Hogwarts e participando de aventuras repletas de imaginação, humor e emoção, que repetem o encantamento proporcionado pelos livros anteriores dessa maravilhosa série de J. K. Rowling.
Até agora esse livro foi o que eu mais gostei de reler (não lembro se na época que eu li ele também era o meu favorito), mesmo já sabendo mais ou menos o que ia acontecer, consegui me surpreender com todos os acontecimentos.

De volta a escola depois das férias de verão, Harry e seus amigos estão prontos para mais aventuras. E dessa vez, algo praticamente impossível aconteceu no mundo dos bruxos. Um prisioneiro de Azkaban (protegida pelos dementadores, criaturas horríveis) conseguiu escapar.

E não era qualquer um, era o mais perigoso deles. Preso por matar bruxos e trouxas, sem nenhuma piedade. Mas não era só isso, Sirius Black era também padrinho de Harry, e todos acreditam que ele foi o responsável pela morte dos pais de Harry, ao trai-los e contar onde estavam para o maligno bruxo das trevas Voldemort, e agora todos acham que ele escapou da prisão para matar o menino de uma vez por todas.

Ao longo da história, a gente desconfia de todo mundo exceto, é claro, de quem realmente é o vilão. Com umas reviravoltas surpreendentes, não tem como não se envolver na história! 

Os filmes até esse terceiro livro, conta muito bem todos os detalhes, mas nem se compara com os livros. A partir do próximo livro, que os filmes começam a perder a riqueza em detalhes e sumir com alguns personagens por aí... Mas vale a pena assisti-los (depois de ler o livro, é claro). 

Um comentário:

  1. A maioria do pessoal gosta do Prisioneiro de Askaban, eu como só vi o filme, gosto dele, mas tenho outros preferidos.
    Quem sabe até o final dos eu projeto eu já tenha começado a ler Harry Potter, cada vez q leio uma resenha me pergunto o pq de ainda nao ter compartilhado dessa leitura.

    Bjss

    ResponderExcluir

A Blogueira





Acompanhe

Fanpage

Instagram

Leitores

Youtube

Último Vídeo

Siga por E-mail

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

PróximasResenhas

Todos os Posts