Seriado: 13 Reasons Why (Os 13 Porquês) - 1° Temporada



Duração: 60 minutos
Nº de episódios: 13 episódios
Exibição: 2017
Emissora: Netflix
Gênero: Drama
Elenco principal: 
Dylan Minnette, Katherine Langford, Christian Navarro...
Uma caixa de sapatos é enviada para Clay (Dylan Minnette) por Hannah (Katheriine Langford), sua amiga e paixão platônica secreta de escola. O jovem se surpreende ao ver o remetente, pois Hannah acabara de se suicidar. Dentro da caixa, há várias fitas cassete, onde a jovem lista os 13 motivos que a levaram a interromper sua vida - além de instruções para elas serem passadas entre os demais envolvidos.
Com certeza a série mais comentada do momento! Não poderia deixar de ver e contar para vocês o que eu achei!

Ela retrata o suícidio de uma jovem de 17 anos, Hannah Baker. Antes de morrer ela grava treze fitas explicando os porquês que a levaram a tomar aquela atitude, cada fita é sobre uma pessoa diferente, e por ordem todos os envolvidos recebem as fitas, e está na vez do Clay Jensen escutá-las. Ele é um menino tímido e muito bonzinho, e a curiosidade maior de quem assiste é descobrir o que ele fez de mal para a Hannah.

Eu adorei a série, está impecável e aborda temas que precisam ser debatidos, como o bullying. Existe uma diferença entre conhecer e reconhecer o bullying!


Até o décimo terceiro episódio tudo estava indo maravilhosamente bem ao meu ver, mas dois fatos mudaram um pouco a minha opinião, não sobre a qualidade da série, mas da maneira que ela abordou alguns fatos.

Não posso dar muito detalhes sobre esses fatos que me desapontaram, porque é impossível sem dar spoilers, e não é isso que eu quero. Mas resumidamente, a série estava indo por um caminho que alertava sobre o bullying e suas consequências, a pior delas a morte. E isso precisava ser mostrado mesmo, mas aí a série mostra a cena do suicídio que foi totalmente desnecessária, todos já sabiam como ela havia morrido (contrariando todas as recomendações da OMS). E antes disso mostra que ela tentou pedir ajuda, mas em vão. Ou seja, na minha opinião, romantizaram o suicídio como um ato heroico e sem saída. 

Outro ponto negativo foi a busca por vingança e culpabilização... 

Enfim, pela internet vocês encontram a opinião de pessoas especializadas no caso, e elas pensam parecidamente comigo. 

Mas tudo isso não desmerece a série inteira, e creio eu que a conscientização que ela promove é muito maior do que qualquer outra coisa. Assistam! Assistam!

5 comentários:

  1. Mari!
    Como não sou assinante da Netflix, não tive oportunidade ainda de ver a série e nem li o livro também, mas tenho a maior vontade porque os temas abordados são bem relevantes e precisam ser discutidos.
    Nada é perfeito, né?
    Desejo uma ótima semana!
    “Compreender que há outros pontos de vista é o início da sabedoria.” (Campbell)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP COMENTARISTA ABRIL especial de aniversário, serão 6 ganhadores, não fique de fora!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São temas bem relevantes mesmo Rudy, espero que tenha a oportunidade de assistir algum dia! Bjss

      Excluir
  2. Não li o livro. E ainda não tive a oportunidade de assistir a série.
    Mas acho que tem que se ter cuidado, em falar e mostrar sobre um assunto muito delicado.
    Os jovens ainda estão em desenvolvimento. E a personalidade também.

    E concordo plenamente com você, quando diz que estão romantizando o suicídio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faltou um pouco de cuidado nesse ponto da série mesmo. Mas vale a pena assistir! Bjss

      Excluir
  3. Assisti a série toda e estou ansiosa para ler o livro.

    ResponderExcluir

A Blogueira



Mari, ariana, apaixonada por livros, séries, filmes e maquiagem. Pretende cursar Relações Públicas e viajar o mundo inteiro. Quer saber mais? Acompanhe nas redes sociais...

Acompanhe

Fanpage

Leitores

Último Vídeo

Siga por E-mail

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Tutoriais de Beleza

PróximasResenhas

Todos os Posts