Resenha: Insurgente - Veronica Roth


Oi queridos, tudo bem?

A resenha de hoje é do segundo livro da trilogia "Divergente"! Se você ainda não leu o primeiro livro da trilogia pode encontrar alguns spoilers.



Autor: Veronica Roth
Editora: Rocco
Páginas: 512
Lançamento: 2013
Na Chicago futurista criada por Veronica Roth em Divergente, as facções estão desmoronando. E Beatrice Prior tem que arcar com as consequências de suas escolhas. Em Insurgente, a aguardada continuação da série de distopia que se tornou o novo fenômeno do disputado mercado Young Adult após Jogos Vorazes, a jovem Tris tenta salvar aqueles que ama – e a própria vida – enquanto lida com questões como mágoa e perdão, identidade e lealdade, política e amor.

Depois da guerra travada entre a Audácia e a Erudição contra a Abnegação, Tris e Tobias vão em direção a sede da Amizade e lá, juntos de Caleb, Marcus e Peter, planejam os próximos passos que tomarão em relação á guerra. Até que a Erudição invade a sede e eles são obrigados a fugir às pressas, buscando apoio com os sem-facção e com a Franqueza, mas ninguém quer se indispor com a Erudição.

Neste livro, conhecemos mais o interior de cada facção e a política entre elas. O romance entre Tris e Tobias se intensifica cheio de altos e baixos e tris se torna uma pessoa mais fechada cheio de devaneios devido a culpa pela morte de Will no livro anterior.

Alguns mistérios começam a ser revelados e fiquei impressionada com a complexidade distópica do livro, realmente maravilhoso no quesito criatividade e envolvimento. É impossível não querer ler o próximo, saber de mais detalhes e como a história termina.

É uma mistura de sentimentos total, ás vezes tive vontade de esganar alguns personagens, mas a história é realmente magnífica!

Eu amo essa série gente, ela é muito boa! Todos vocês deviam ler, não vão se arrepender!

Resenha: Zootopia - Essa Cidade é o Bicho


Oi queridos!

A resenha de hoje não é literária, mas sim de um filme que estreou há poucos dias no cinema e que eu simplesmente amei!



Título: Zootopia
Direção: Byron Howard e Rich Moore
Estreia: 17/03/2016 (Brasil)
Duração: 108 minutos
Classificação indicativa: Livre
Zootopia é uma cidade diferente de tudo o que você já viu. Formada por “bairros-habitat”, como a elegante Praça Sahara e a gelada Tundralândia, essa metrópole abriga uma grande diversidade de animais irreverentes sempre prontos para encarar uma nova e divertida aventura. Quando Juddy Hopps chega em Zootopia, ela descobre que ser a primeira coelha da equipe da polícia, formada por animais grandes e fortes, não é nada fácil. Determinada a provar seu valor, ela embarca em uma aventura atrapalhada e bem humorada, ao lado do malandro raposo Nick Wilde para desvendar um grande mistério.
Zootopia é uma animação lançada recentemente pela Disney, que está em cartaz nos cinemas prestes a alcançar a marca de US$ 300 milhões de bilheteria em todo mundo.

E se engana quem pensa que por ser uma animação infantil o filme não possa abordar temas como preconceito e machismo, de uma forma bem humorada e envolvente. Ele conseguiu provocar bastantes reflexões em quem estava assistindo, e acho que esse foi um dos pontos mais fortes do filme.



Conhecemos Judy Hopps, uma coelhinha muito simpática que sonha em se tornar uma grande policial na cidade Zootopia. Nunca fora encorajada pelos pais a seguir essa profissão, já que seria a primeira "mulher" e primeira coelha a se tornar uma policial, na sua infância também sofreu agressões de outros animais que zombavam do sonho dela. 

Porém ela nunca desistiu e correu atrás, mesmo todos dizendo ser impossível, ela chegou lá e conseguiu. Entrou para academia de polícia, onde mais uma vez teve que superar vários obstáculos para conseguir se formar. Encarou cada um deles com muita força e coragem, e no fim, conseguiu se tornar uma policial na famosa Zootopia.

Zootopia faz alusão á uma cidade utópica, onde todos vivem em harmonia, predadores e presas! Chegando lá, ao contrário do que imaginava, ela é designada para ser guarda de trânsito, mais uma vez sendo subestimada. Mas quem disse que ela desanimou? Se tornou a melhor guarda de trânsito de todos os tempos!

Contudo, uma série de desaparecimentos assombra a cidade, e Judy acaba sendo escalada para tentar desvendar esse mistério e conseguir provar seu potencial. Para isso ela vai contar com a ajuda de uma raposinha bem cativante, Nick Wilde. Ele, na verdade, é um tipico malandro, mas durante a história acabamos gostando demais dele. 


O filme inteiro é lotado de reflexões, aborda o machismo, o preconceito em geral, o pré-julgamento, o bullying... E mostra também como superar tudo isso! De uma maneira cômica e destinada ao público infantil, mas que conquistou os adultos também. Realmente brilhante! 

Eu amei e recomendo que todos corram para os cinemas!! 


Cuidado para não se tornar um colecionador ao invés de leitor


Olá meus lindos, tudo bem?

Quem aí tem uma pilha de livros não lidos? Quem não consegue sair de uma livraria com um livro novo na sacola, mesmo sabendo que tem vários para ler em casa? Quem ama cheiro de livro novo? Quem não doa, nem empresta de jeito nenhum os seus preciosos?

Pois é, cuidado para não confundir vício de colecionador com paixão de leitor.



Eu tenho uma estante de livros no meu quarto, nela eu mantenho os livros que eu gostei e que pretendo reler, os que não gostei ou sei que não lerei de novo sempre arrumo um destino, que seja doação, trocar por outro, ou vender em sebos.

Isso porque é melhor você dar a oportunidade de outras pessoas lerem e talvez gostarem do livro do que deixar ele empoeirando na sua estante. É difícil se desapegar de seus amados livrinhos? Claro que é, mas é algo necessário, ele pode estar ocupando lugar de outra história maravilhosa.

E hoje a quantidade de sebos vem aumentando, além de trocas online que possibilitam a troca de livros com pessoas do brasil todo.

Então pessoal, desapegue daquele livro que você não vai reler e daqueles que você realmente não gostou. Espalhemos literatura por aí!


Sorteio: Rumo a 800 Seguidores


Oi meus queridos!

Hoje tem sorteio pra vocês (ebaaaa)!!




Serão sorteados 18 livros pra 3 pessoas (6 para cada), a primeira escolhe os seis primeiros, a segunda escolhe mais seis dos restante, e a terceira fica com os seis que sobrarem.

Assim que o blog alcançar 800 seguidores o sorteio será feito! (no máximo até dia 28/05)

Para participar tem que ser residente nacional e ser seguidor do blog. Existem outras opções que garantem mais chances de ganhar, mas que não são obrigatórias.

Os livros são:

A Casa dos Macacos - Sara Gruen
Jogada Mortal - Harlan Coben
5° Cavaleiro - James Patterson
As Esferas de Medeia - Maickson Alves
Um Mundo Brilhante - T. Greenwood
Sem Clima para o Amor - Rachel Gibson
Esperando por você - Susane Colasanti
Para Sempre - Kim Carpenter
Chamado às Armas (A Guerra dos FAE #02) - Elle Casey
A Breve Segunda Vida de Bree Tanner - Stephenie Meyer
O Mundo pelos Olhos de Bob - James Bowen
Garota Infernal - Jennifer's Body
Amaldiçoadas - Jessica Spotswood
Conselho de Amiga - Siobhan Vivian
O Sonho de Eva - Chico Anes
A Filha da Minha Mãe e Eu - Maria Fernanda Guerreiro
Um Lugar para Ficar - Deb Caletti

a Rafflecopter giveaway

Boa sorte a todos! 
Um cheiro!!

Resenha: A Escolha - Kiera Cass


Bom dia meus leitores queridos, como vão vocês?

A resenha de hoje é do terceiro livro da série "A Seleção". Se você ainda não leu os dois primeiros, pode encontrar spoilers por aqui. Espero que gostem!



Autor: Kiera Cass
Editora: Seguinte
Páginas: 352
Lançamento: 2014
No aguardado terceiro volume da série A Seleção, America já fez sua escolha, mas ainda há muitas outras em jogo. Com o fim do concurso cada vez mais próximo, e as ameaças rebeldes ao palácio ainda mais devastadoras, ela precisará lutar para alcançar o futuro que deseja.
America era a candidata mais improvável da Seleção: se inscreveu por insistência da mãe e aceitou participar da competição só para se afastar de Aspen, um garoto que partira seu coração. Ao conhecer melhor o príncipe, porém, surgiu uma amizade que logo se transformou em algo mais¿ No entanto, toda vez que Maxon parecia estar certo de que escolheria America, algum obstáculo fazia os dois se afastarem.
Um desses obstáculos era Aspen, que passou a ocupar o posto de guarda no palácio e estava decidido a reconquistar a namorada. Em encontros proibidos, ele a reconfortava em meio àquele mundo de luxos e rivalidades. Com essas idas e vindas, America perdeu um pouco de espaço no coração do príncipe, lugar que foi prontamente ocupado por outra concorrente. Para completar, o rei odiava America e a considerava a pior opção para o filho. Assim, tentava sabotar a relação dos dois, inventando mentiras e colocando a garota em prova a todo instante.
Agora, para conseguir o que deseja, America precisa cortar os laços com Aspen, conquistar o povo de Illéa e conseguir novos aliados políticos. Mas tudo pode sair do controle quando ela começa a questionar o sistema de castas e a estratégia usada para lidar com os ataques rebeldes.
O fim da Seleção se aproxima, agora restam quatro garotas disputando o coração do príncipe Maxon. A diferença agora é America finalmente se decidiu, e vai lutar para ficar com o príncipe. Mas isso não será nada fácil, o rei Clarkson está definitivamente contra a garota e Maxon está resistente em confiar nela novamente.

Tudo isso em meio à revoltas que estão cada vez mais constantes e violentas em todo reino. 

O livro é narrado em primeira pessoa por America, e dessa vez mais direta aos acontecimentos, sem muitos devaneios de, ela que nesse livro aparece bem mais madura e segura do que quer. 

O foco desse livro mudou um pouco de ângulo, englobando mais a parte distópica do livro, mas sem deixar de lado o romance.

Várias mudanças acontecem e acabamos conhecendo mais um pouco sobre as outras três candidatas e Celeste se mostrou ser uma grande surpresa!

O final não fugiu muito do que eu esperava, mas é claro que existiu momentos emocionantes e realmente tristes no livro, ou seja, não foi tudo 100% "felizes para sempre". 

Enfim, eu gostei bastante do livro e como a autora conduziu a história até o final. Agora já foi lançado, se eu não me engano, mais um livro na série (mas não tenho muito interesse em lê-lo porque pra mim, a trilogia acaba ali).

E vocês, já leram ou pretendem ler? Deixe nos comentários a opinião de vocês!

7 personagens literários que amam livros que nem a gente


Olá meus amores, como vai a vida?

Bom, hoje resolvi trazer pra vocês alguns personagens da literatura que, assim como nós, são apaixonados por livros!

Hermione Granger (Harry Potter - J.K.Rowling)



O Blog está de volta!


Olá meus queridos! Como vão vocês?

Depois de mais de um ano sumida por aqui, eu resolvi voltar! Estava morrendo de saudade do blog e não via logo a hora de poder voltar.



O blog tá de nome novo e vem muito mais novidade por ai! 
Posts toda quarta e sábados!

A Blogueira





Acompanhe

Fanpage

Instagram

Leitores

Youtube

Último Vídeo

Siga por E-mail

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

PróximasResenhas

Todos os Posts