Resenha: O Pássaro


O Pássaro

Autor: Samanta Holtz
Editora: Novo Século
Páginas: 368
Lançamento: 2012
Uma história romântica e surpreendente que irá prender sua atenção desde a primeira página. Você está preparado? Caroline Mondevieu é filha de um poderoso barão e tem tudo o que uma dama da época poderia querer: status, riqueza e um ótimo partido para se casar. Seus sonhos, no entanto, vão muito além de vestidos caros ou um bom marido; ela quer ser dona do próprio destino. Tudo parece perdido quando ela encontra Bernardo, um charmoso e irritante domador de cavalos. Eles não conseguem se entender até perceberem que, para alcançar o sonho em comum da liberdade, deverão passar por cima das diferenças e se unirem em um arriscado plano que promete transformar suas vidas para sempre. Grandes emoções os aguardam nessa jornada: perseguição, mistérios, ciganos e o despertar de um sentimento que insiste em se manter escondido. Mas o que parece tão simples envolverá mais magia e coincidências que eles podem imaginar, além da descoberta de segredos, até então, muito bem guardados.

Grande descoberta da literatura nacional!

Quero deixar registradas aqui todas as lágrimas que soltei enquanto lia o livro! O que dizer sobre um livro simplesmente perfeito?

Narrativa perfeita, história perfeita, personagens tão bem construídos... Envolvente, apaixonante, mágico!

Tudo se passa na Europa no século XII (pausa para se contextualizar): época do feudalismo, marcada pela suserania e vassalagem. Nessa época as mulheres eram submissas á seus maridos e os casamentos eram forjados de acordo com relações econômicas... Eis que surge Caroline Mondevieu, filha de um poderoso barão, mas que não se encaixava nos costumes de sua época. Pelo contrário sempre teve o desejo deser livre, livre como um pássaro.

Cuidando dos cavalos temos Bernardo que não se conforma com os privilégios que a nobreza recebe e também tem o desejo de fugir e não ter que se submeter á nenhum senhor feudal.

E é esse desejo por liberdade que irá juntar os dois e um romance começa a nascer! ♥

Mas as barreiras são imensas, não só as diferentes classes sociais, mas segredos que ambos nunca imaginariam existir.

Enfim, nunca conseguirei expressar em palavras o tanto que este livro mexeu comigo!♥


Beijos e até a próxima! 

Resenha: O Futuro de Nós Dois


O Futuro de Nós Dois

Autor: Jay Asher, Carolyn Mackler
Editora: Galera Record
Páginas: 384
Lançamento: 2013
É 1996, e menos da metade dos alunos das escolas de ensino médio nos Estados Unidos já tinham usado a internet. Emma acaba de ganhar o primeiro computador e um CD-ROM da America Online de Josh, seu melhor amigo. E ao instalar o programa, logo no primeiro acesso, descobrem que acabam de entrar no Facebook, dali a quinze anos. Todos se perguntam como será o futuro. Josh e Emma estão prestes a descobrir...
O Futuro de Nós Dois é aquele tipo de livro para se ler em um dia, isso devido ao fato de ser uma leitura bem leve e envolvente.

A história se passa em 1996 quando Emma ganha seu primeiro computador e seu amigo Josh lhe dá de presente um CD-ROM da AOL que lhe dava acesso à Internet.

Logo de cara um site surge na tela do computador de Emma: o Facebook. Site este que surgiria dez anos depois. Mas Emma não esperava que neste site ela encontraria uma mulher com o mesmo nome e muito parecida com ela já beirando os trinta anos... Á principio ela não acredita que seja ela no futuro, mas quando começa a mexer mais na rede social vai descobrindo coisas que não lhe agradam em nada, como fotos, relacionamentos e algumas publicações na sua página. Já Josh adora o seu futuro pois estará com uma das garotas mais bonitas da escola.

Inconformada com tudo isso Emma vai tentar á qualquer custo mudar o seu futuro, e uma pequena atitude tomada precipitadamente pode repercutir em seu futuro completamente.

A história é divertida e encantadora, se passa durante  uma semana. É narrada por Josh e Emma em primeira pessoa. Além de tudo, passa uma mensagem bem legal: que devemos deixar de lado a nossa vida virtual para que possamos aproveitar mais a vida e o que ela nos proporciona.

Adorei o livro e está mais do recomendado!


Beijos e até a próxima!

Resenha: Teardrop - Lágrima


Lágrima

Autor: Lauren Kate
Editora: Galera Record
Páginas: 336
Lançamento: 2013
Depois de perder a mãe em um acidente no mar, Eureka acha que nunca mais voltará a sorrir. E a promessa que fez à mãe – a de nunca mais chorar – se torna quase impossível… até conhecer Ander. Louro, alto e de pele muito branca, o rapaz parece estar em todos os lugares e saber coisas que não deveria sobre Eureka. Inclusive um estranho segredo relacionado às suas lágrimas e aos três artefatos que herdou da mãe: uma carta, uma pedra e um misterioso livro que conta a história de uma menina com o coração partido. Ela chorou tanto que deixou debaixo d´água um continente inteiro. Logo Eureka vai descobrir que a antiga lenda é mais que uma história, que Ander pode estar dizendo a verdade e que sua vida pode ter um curso mais sombrio do que ela imaginou.

Muitas pessoas não gostaram tanto desse livro, mas eu AMEI! Fui lê-lo com as expectativas lá em cima por causa da outra série da autora (que é uma das minhas favoritas): Fallen. E olha que ainda sim consegui me surpreender!

Eureka (que nome feio) era uma garota alegre e rodeada de amigos até a morte de sua mãe em um acidente onde ela milagrosamente conseguiu sobreviver. Outra curiosidade é que Eureka não chora desde criança, quando sua mãe a proibiu de derramar uma lágrima sequer, ela nunca entendeu o motivo disso, mas mesmo depois da morte de sua mãe mantém seu juramento. 

Agora triste e depressiva vive indo à consultas com terapeutas, além de ter que lidar com alguns artefatos que sua mãe deixou para ela: um medalhão, uma pedra misteriosa e um livro antigo que conta a história de uma menina que teve o coração partido e chorou tanto que afundou um continente inteiro.

É nesse contexto que ela conhece Ander, um garoto lindo e misterioso que afirma que Eureka corre grande risco de vida, ao mesmo tempo que Brooks, seu amigo de infância tem se comportado estranhamente nos últimos tempos...

Eureka percebe que a história do livro deixada por sua mãe pode não ser uma lenda, mas sim uma história verdadeira e que ela pode estar mais envolvida nessa história do que pudesse imaginar...

A história é muito linda e cativadora, aquele tipo de livro que não dá para prever o que vai acontecer em seguida, cheio de mistérios envolventes que nos motivam a continuar a leitura até o final. E quando chega no final... Só posso dizer que é surpreendente e que não aguento mais esperar pela continuação!


Beijos e até a próxima!

Resenha: A casa de Hades


A Casa de Hades

Autor: Rick Riordan
Editora: Intrínseca
Páginas: 496
Lançamento: 2013
A tripulação do Argo II enfrenta dias difíceis. Inimigos espreitam no caminho para a Casa de Hades e o moral da equipe está baixo após a perda de dois integrantes importantes em Roma. Para chegar às Portas da Morte e tentar impedir o despertar de Gaia, nossos heróis Hazel, Jason, Piper, Frank e Leo vão precisar fazer alianças perigosas, encarar deuses instáveis e combater os asseclas enviados pela sanguinária Mãe Terra para detê-los.A situação é ainda pior para Percy e Annabeth. Após caírem no Tártaro, os dois passam fome, sede e sofre com diversos ferimentos enquanto são caçados por vários inimigos que derrotaram ao longo dos anos e que agora surgem das sombras em busca de vingança. A única esperança da dupla de voltar para o plano mortal reside em encontrar as Portas da Morte e fechá-las de uma vez por todas. No entanto, uma legião de monstros fiéis a Gaia defende as Portas, e nem Percy nem Annabeth estão em condições de enfrentá-la.
A Casa de Hades é o penúltimo livro da série 'Os Heróis do Olimpo' e como vocês já sabem sou apaixonada por essa série e por todos os livros do Rick Riordan! E como sempre ele não deixou a desejar! ♥

No livro anterior, 'A Marca de Atena', Percy e Annabeth caíram no Tártaro e estão vivendo o seu pior pesadelo para encontrar as Portas da Morte, enquanto isso, os outros semideuses estão tentando chegar até A casa de Hades, um antigo santuário da Grécia, para encontrar também as Portas da Morte, fechá-la e tentar deter Gaia.

Tratando-se sempre de profecias sabemos que fácil não será e que cada herói terá que provar o seu valor! A mitologia presente no livro continua firme e forte e os capitulos são intercalados entre os nossos semideuses. Nesse livro podemos ver a relação entre Percy e Annabeth se enlaçar cada vez mais, e lá no Tártaro os dois se ajudam e se apoiam o tempo todo!♥ 

É claro que existem personagens secundários, mas que fazem a maior diferença. Um exemplo é o Bob, um titã que ajuda Percy e Annabeth a sobreviverem no Tártaro. Gostei também do fato que os outros semideuses se destacaram um pouco mais (Leo, Frank e Nico). Aliás, o Nico ainda é um grande mistério pra mim, vamos ver o que lhe acontecerá no próximo livro: O Sangue do Olimpo (que estou necessitadamente louca para ler)

E essa é uma marca em todos os livros do Riordan: deixar aquele gostinho de quero mais sempre nos finais do livro! (Só para deixar nós leitores roendo a unha e arrancando os cabelos de tanta curiosidade enquanto o próximo livro não vem).

Então é isso pessoal, pra quem já leu os três primeiros livros recomendo que vá agora à uma livraria ou biblioteca e leia já A Casa de Hades!


Beijos e até a próxima!

Resenha: Quem é você, Alasca?



Autor: John Green
Editora: Intrínseca
Páginas: 272
Lançamento: 2013
Miles Halter leva uma vida sem graça e sem muitas emoções na Flórida. O garoto tem um gosto peculiar: memorizar as últimas palavras de grandes personalidades da história, e uma dessas personalidades, François Rabelais, um escritor do século XV, disse no leito de morte que ia em “busca de um Grande Talvez”. Para não ter que esperar o próprio fim para encontrar seu Grande Talvez, Miles decide fazer as malas e partir. Ele vai para um internato no ensolarado Alabama, onde conhece Alasca Young. Ela tem em seu livro preferido, O general em seu labirinto, de Gabriel García Márquez, a pergunta para a qual busca incessantemente uma resposta: “Como vou sair desse labirinto?” Inteligente, engraçada, louca e incrivelmente sexy, Alasca vai arrastar Miles para seu labirinto e catapultá-lo sem misericórdia na direção do Grande Talvez. Miles se apaixona por Alasca, mesmo sem entendê-la, mesmo tentando sem sucesso decifrar o enigma indecifrável de seus olhos verde-esmeralda.
O melhor livro do John Green? Sim ou claro?

Miles Halter, mais conhecido como Bujão, é um garoto que coleciona célebres últimas palavras e que cansado de sua vida sai em busca de um Grande Talvez mudando-se para um colégio interno, Culver Creek.

Lá ele conhece Coronel, seu colega de quarto, e acabam se tornando amigos. Lá ele também encontra Alasca, uma garota um tanto quanto bipolar, um dia ele te ama noutro ela te odeia, ou seja, indecifrável! E juntos eles vivem várias emoções (pregando peças e trotes no colégio, bebendo, fumando...).

Só que uma tragédia muda totalmente o rumo da história e o nosso protagonista e seus amigos têm que se adaptarem a grande dor da perda.

O livro é dividido entre "antes" e "depois" e faz uma contagem regressiva até o dia "zero", mas não pulem pra esse dia só pra saber o que irá acontecer hein!

Um livro triste e divertido ao mesmo tempo (tipico do John Green) e mostrando a realidade nua e crua dos jovens.

Um livro rápido e cheio de ensinamentos, vale a pena ler!


Beijos e até a próxima!

Resenha: Silo


Silo

Autor: Hugh Howey
Editora: Intrínseca
Páginas: 512
Lançamento: 2014
O que você faria se o mundo lá fora fosse fatal, se o ar que respira pudesse matá-lo? E se vivesse confinado em um lugar em que cada nascimento precisa ser precedido por uma morte, e uma escolha errada pode significar o fim de toda a humanidade?Essa é a história de Juliette. Esse é o mundo do Silo.Em uma paisagem destruída e hostil, em um futuro ao qual poucos tiveram o azar de sobreviver, uma comunidade resiste, confinada em um gigantesco silo subterrâneo. Lá dentro, mulheres e homens vivem enclausurados, sob regulamentos estritos, cercados por segredos e mentiras.Para continuar ali, eles precisam seguir as regras, mas há quem se recuse a fazer isso. Essas pessoas são as que ousam sonhar e ter esperança, e que contagiam os outros com seu otimismo.Um crime cuja punição é simples e mortal.Elas são levadas para o lado de fora.Juliette é uma dessas pessoas.E talvez seja a última.

A história se passa no futuro onde a Terra, ou o que sobrou dela, não é mais habitável aos seres humanos e a única chance de sobreviver é estando dentro de um enorme abrigo subterrâneo de 144 andares: O Silo.

O Silo é a única esperança para todos os sobreviventes na Terra, já que o ar lá fora é totalmente nocivo. O único contato que os habitantes têm com o mundo exterior é pelas câmeras externas que mostram o que acontece lá fora, só que essas câmeras precisam ser limpadas de vez enquanto e esse "evento" é conhecido lá dentro como: A Limpeza.

A Limpeza é a maior punição para qualquer infrator dentro do silo, é como se fosse uma pena de morte. Você é expulso do silo e ainda tem que fazer a limpeza das câmeras. O que é mais instigante é que as pessoas mesmo sabendo que vão morrer fazem a limpeza. (Quem se importa com a limpeza de câmeras quando sabe que vai morrer em segundos? Todos, todos mesmo, os que já saíram fizeram a limpeza direitinho...

Eu sei por que elas limpam, por que dizem que não vão limpar, mas limpam.

Lá dentro todos têm que seguir regras e são proibidas de falarem o que pensam, onde tudo é controlado e a comunicação entre os habitantes de setores diferentes é muito fraca. De vez em quando surge aquela pessoa questionadora que contraria as ideias do regime, mas antes mesmo que possa contagiar os outros com sua rebeldia é enviada para a limpeza para nunca mais voltar.

É neste contexto que a história começa... O xerife Holston começa a investigar o motivo de sua esposa Allison ter pedido para sair do Silo (algo que jamais havia acontecido), mas depois de três anos de sua morte, ele também é enviado à Limpeza.

Então o delegado Marnes e a prefeita Jahns partem em um busca de um novo xerife, com isso descem todo o silo em busca de uma mulher chamada Juliette.

Juliette é uma mulher das profundezas do silo, local chamado de Mecânica e tem pouco mais de trinta anos. Ela aceita o cargo e se muda para o topo de silo, mas logo se vê cercada de mentiras, indagações e segredos que ela nunca havia imaginado.

Hugh Howey criou uma trama intensa e inteligente. Um distopia sensacional! E ao mesmo tempo diferente das outras histórias distópicas que eu já havia lido, ela é mais madura e engenhosa. Todos os personagens são bem construídos e possuem seus próprios dramas. A narrativa deste livro é muito boa, daquelas que te prende ao livro até o final e te deixa ansioso pela continuação!

Status: Aguardando necessitadamente pela continuação!

Beijos e até a próxima!

A Blogueira





Acompanhe

Fanpage

Instagram

Leitores

Youtube

Último Vídeo

Siga por E-mail

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

PróximasResenhas

Todos os Posts