Resenha: Belo Desastre


Olá leitores !!! 

Hoje é dia de resenha do livro "Belo Desastre" da autora Jamie McGuire.

Belo Desastre

Autor: Jamie McGuire
Editora: Verus
Páginas: 389
Lançamento: 2012

Abby Abernathy é uma boa garota. Ela não bebe nem fala palavrão, e tem a quantidade apropriada de cardigãs no guarda-roupa. Abby acredita que seu passado sombrio está bem distante, mas, quando se muda para uma nova cidade com America, sua melhor amiga, para cursar a faculdade, seu recomeço é rapidamente ameaçado pelo bad boy da universidade. Travis Maddox, com seu abdômen definido e seus braços tatuados, é exatamente o que Abby precisa – e deseja – evitar. Ele passa as noites ganhando dinheiro em um clube da luta e os dias seduzindo as garotas da faculdade. Intrigado com a resistência de Abby ao seu charme, Travis a atrai com uma aposta. Se ele perder, terá que ficar sem sexo por um mês. Se ela perder, deverá morar no apartamento dele pelo mesmo período. Qualquer que seja o resultado da aposta, Travis nem imagina que finalmente encontrou uma adversária à altura. E é então que eles se envolvem em uma relação intensa e conturbada, que pode acabar levando-os à loucura.

Abby é uma garota normal que para fugir de seu passado obscuro decide ir fazer faculdade com sua amiga América, a única que sabe sobre o seu passado. Tudo o que Abby deseja é paz e tranquilidade, mas logo vê que isso será um pouco difícil de acontecer. 

Tudo por causa de um bad boy chamado Travis Maddox, um cara lindo e que ganha a vida em clubes de luta. Além de ser o maior pegador da faculdade.

E ai acontece uma coisa NADA previsível ... Ele fica super afim da Abby, só que ela é aquele tipo de garota durona e orgulhosa, e que não vai dar o braço a torcer tão cedo.

Mas parece que o destino está á favor de Travis, porque ocorre um problema com a água dos dormitórios da faculdade e América e Abby vão para a casa de Shepley (namorado da América) e primo de Travis, ou seja, Abby teria que conviver diariamente com Travis.

Mas logo o problema nos dormitórios se resolve e Travis, muito esperto por sinal, propõe uma aposta para Abby:  Se ele não for golpeado em sua próxima luta nenhuma vez, ela teria que ficar no apartamento durante um mês, mas se ele for golpeado uma única vez, ele teria que ficar sem sexo pelo mesmo tempo.

Acho que ninguém imagina o resultado não é mesmo? (Nesta parte eu confesso que achei o livro muito clichê).

E daí em diante, começa um relacionamento muito perturbador e confuso. Eles ficam num "termina e volta" umas cinquenta vezes. Outra coisa chata foi a possessividade de Travis que chegava a ser até doentia.

Mas em suma, o livro é bom. A história é envolvente e Abby e Travis até que formam um casal bonitinho.

Hoje a resenha foi bem pequena, mas espero que tenham gostado assim mesmo.
Beijos e até a próxima !!!

Resenha: Delírio


Olá Leitores !!!! Hoje tem mais uma resenha aqui no blog, "Delírio", da autora Lauren Oliver.

Delírio


Autor: Lauren Oliver
Editora: Intrínseca
Páginas: 342
Lançamento: 2012
Muito tempo atrás, não se sabia que o amor é a pior de todas as doenças. Uma vez instalado na corrente sanguínea, não há como contê-lo. Agora a realidade é outra. A ciência já é capaz de erradicá-lo, e o governo obriga que todos os cidadãos sejam curados ao completar dezoito anos. Lena Haloway está entre os jovens que esperam ansiosamente esse dia. Viver sem a doença é viver sem dor: sem arrebatamento, sem euforia, com tranquilidade e segurança. Depois de curada, ela será encaminhada pelo governo para uma faculdade e um marido lhe será designado. Ela nunca mais precisará se preocupar com o passado que assombra sua família. Lena tem plena confiança de que as imposições das autoridades, como a intervenção cirúrgica, o toque de recolher e as patrulhas-surpresa pela cidade, existem para proteger as pessoas. Faltando apenas algumas semanas para o tratamento, porém, o impensado acontece: Lena se apaixona. Os sintomas são bastante conhecidos, não há como se enganar — mas, depois de experimentá-los, ela ainda escolheria a cura?

Como seria viver sem o Amor? Não só o amor entre um casal, mas o amor como um todo. O amor de mãe, de pai, família, amigos ... enfim, até as coisas mais simples da vida?

Viver sem o amor significa não se importar. E não se importar significa não sofrer. E sofrimento significa dor.

É essa a realidade de Lena. Uma realidade onde o amor é um doença. E como uma doença, delíria nervosa como é chamada, tem que ser tratada o mais rápido possível antes que seja tarde demais.

Desde pequena, as crianças aprendem a temer a doença, e aos dezoito anos eles passam pela Intervenção de onde já saem curados.

Faltam apenas poucos meses para Lena completar dezoito anos, e ela não aguenta mais esperar para receber logo a cura. Porque ela teme ficar igual a mãe, que cometeu suicídio após rejeitar a cura. Ela quer que as pessoas parem de olhar para ela como se ela fosse igual á mãe.

Lena tem uma melhor amiga que se chama Hana, mas as duas têm opiniões diferentes sobre a intervenção.
Hana quer aproveitar enquanto há tempo, já Lena não vê a hora de ser curada.

Só que poucos meses antes da intervenção, Lena conhece Alex e aos poucos vai se apaixonando por ele, e quando cai a fixa, ela percebe que contraiu a delíria nervosa, ou seja, se apaixonou.

E a partir de então Lena passa de uma menininha boba e inocente que acredita em tudo e cega á realidade, para um mulher determinada a enfrentar quem for para ficar com seu verdadeiro amor, uma mulher que quer justiça pelo que aconteceu com a mãe e que não vai deixar o governo assumir o controle sobre seus sentimentos e sua personalidade.

Eu gostei muito do livro, é uma distopia bem construída e criativa.
Não vejo a hora de ler Pandemônio !! :)
Beijos e até mais !!! 

Resenha em Fotos: Eu te amo hoje!


Olá leitores !!! Hoje tem resenha do livro "Eu te amo hoje!" dos autores Flávia Queiroz e Ivan Mola.


Eu te amo hoje!

Autor: Flávia Queiroz e Ivan Mola
Editora: Editora Gente
Páginas: 93
Lançamento: 2013
UM DIÁRIO DO AMOR, ENQUANTO O AMOR FOR DIÁRIO. Ultimamente parece que o amor virou um clichê e que anda muito fora de moda, mas isso é balela: amar é o maior poder do ser humano. E afinal, o que é o amor? O amor é aquilo que nos faz levantar da cama de manhã e voltar para casa à noite. O amor é aquilo que coloca as pessoas nas praças, nos shoppings, nas ruas, nos aviões e na casa da sogra no domingo. Amor é o pão nosso de cada dia da alma. Amor nunca gasta nem cansa. Mesmo quando o amor é antigo, é sempre tempo de declará-lo e reconhecer como ele se esconde nos dias, surpreendendo e alegrando nossas vidas. Ou o amor novo, que ainda é fogo e nos faz sentir carinho por todos os detalhes da pessoa amada. Eu te amo hoje está aqui para isso. Sinta conosco como o amor foi feito para existir em público, a plenos pulmões e com toda a força!

Eu te amo hoje! é um livro diferente, é quase um calendário do amor. 

A diagramação está muito linda e o formato dele também é bem bonitinho.

Ele tem uma fita onde você pode amarrar para que ele fique apoiado na mesa ou na estante.

É um diário do amor, onde cada página tem uma declaração e um desenho lindo.

Perfeito para você dá de presente para alguém que ama muito !!

Tirei várias fotos pra vocês verem como ele fica na estante:













Resenha: Garota Interrompida


Olá leitores !!! Como estão??

Hoje tem resenha do livro "Garota Interrompida" da autora Susanna Kaysen.



Garota, Interrompida

Autor: Susanna Kaysen
Editora: Editora Única
Páginas: 189
Lançamento: 2013
Quando a realidade torna-se brutal demais para uma garota de 18 anos, ela é hospitalizada. O ano é 1967 e a realidade é brutal para muitas pessoas. Mesmo assim poucas são consideradas loucas e trancadas por se recusarem a seguir padrões e encarar a realidade. Susanna Keysen era uma delas. Sua lucidez e percepção do mundo à sua volta era logo que seus pais, amigos e professores não entendiam. E sua vida transformou-se ao colocar os pés pela primeira vez no hospital psiquiátrico McLean, onde, nos dois anos seguintes, Susanna precisou encontrar um novo foco, uma nova interpretação de mundo, um contato com ela mesma. Corpo e mente, em processo de busca, trancada com outras garotas de sua idade. Garotas marcadas pela sociedade, excluídas, consideradas insanas, doentes e descartadas logo no início da vida adulta. Polly, Georgina, Daisy e Lisa. Estão todas ali. O que é sanidade? Garotas interrompidas.

Este livro é um relato pessoal, ou seja, narrado em primeira pessoa, pela própria autora Susanna Kaysen.

Neste relato ela nos conta sobre como sua vida foi interrompida aos 18 anos quando foi internada em uma clinica psiquiátrica diagnosticada com distúrbio de personalidade em 1967.

E a partir de então, ela vai relatando sua vida dentro da clínica, com o toque máximo de honestidade, o que vai acontecendo com ela e com algumas outras meninas que ela conhece lá dentro. Como Polly, Georgina, Daisy e Lisa.

É um relato bem emocionante e que nos faz refletir em vários momentos sobre muitos aspectos da vida. 

Conseguimos acompanhar a evolução de alguns personagens, e nos emocionamos ao perceber o quão agoniante é a vida de uma pessoa internada, e que mesmo nessa condição ela não deixava de ser apegar a sua antiga vida no mundo fora da clínica. E que ainda existe muito preconceito da sociedade para com a pessoa que já foi ou está internada.

Resumindo, eu adorei o livro, e em minha opinião todos deveriam ler essa obra tão famosa no mundo inteiro.

A parte gráfica está linda, pelo computador não dá pra perceber, mas a capa é bem mais rosa e com várias frases escritas. A diagramação está perfeita também !! A Editora Única está de parabéns ...


Espero que tenham gostado da resenha !!
Beijos e até a próxima !!!

Resenha: Simplesmente Ana


Olá leitores, como estão vocês? 

Hoje tem resenha de um livro nacional, "Simplesmente Ana" da autora Marina Carvalho.

Simplesmente Ana

Autor: Marina Carvalho
Editora: Novo Conceito
Páginas: 237
Lançamento: 2013
Imagine que você descobre que seu pai é um rei. Isso mesmo, um rei de verdade em um país no sudeste da Europa. E o rei quer levá-la com ele para assumir seu verdadeiro lugar de herdeira e futura rainha… Foi o que aconteceu com Ana. Pega de surpresa pela informação de sua origem real, Ana agora vai ter que decidir entre ficar no Brasil ou mudar-se para Krósvia e viver em um país distante tendo como companhia somente o pai, os criados e o insuportável Alex. Mudar-se para Krósvia pode ser tentador — deve ser ótimo viver em um lugar como aquele e, quem sabe, vir a tornar-se rainha —, mas ela sabe que não pode contar com o pai o tempo todo, afinal ele é um rei bastante ocupado. E sabe também que Alex, o rapaz que é praticamente seu tutor em Krósvia, não fará nenhuma gentileza para que ela se sinta melhor naquele país estrangeiro. A não ser… A não ser que Alex não seja esta pessoa tão irascível e que príncipes encantados existam. Simplesmente Ana é assim: um livro divertido, capaz de nos fazer sonhar, mas que — ao mesmo tempo — nos lembra das provas que temos que passar para chegar à vida adulta.

Ana é uma garota normal, mineira de BH (assim como eu - hehe), faz faculdade, tem uma melhor amiga, um namoradinho - enfim - nada de estranho nisso.

Até que um dia ela recebe uma mensagem no Facebook de um homem dizendo ser seu pai, e pior (ou melhor, não sei, depende do ponto de vista) ainda, ele é rei de um pequeno país no leste europeu próxima à Itália, chamado Krósvia.

Vou confessar que não gostei muito da história de como o Rei conseguiu encontrá-la, e ainda, mandando uma mensagem no Facebook. (Ai vocês pensam: Qual é néh Mari? Os tempos mudaram. Ninguém escreve mais cartas, dãa). Mesmo assim! Eu fico pensando, se eu recebesse uma mensagem no Facebook de alguém de outro país que eu nem conheço dizendo que era meu pai, eu simplesmente deletaria e ignoraria. E pior, acharia o cara um louco! Mas enfim é só minha opinião mesmo.

E daí tudo acontece muito rápido, pai e filha se conhecem, a mãe conta para a filha sobre a história do pai e porque eles estão separados, e ela acaba indo para Krósvia, só para fazer uma visita e conhecer o país.

No início ela ficou meio resistente, mas acabou cedendo. E quando chegou lá ... UAU. Imagina aquele país estilo contos de fadas, castelo, jardins, florestas, praias paradisíacas, e etc. Mas não é aquele país medieval não, é um pais bem moderno e que recebe visitas até de bandas como Bon Jovi (adorei essa parte do livro, e fiquei com muita inveja da Ana, rum! Bem que podia ser eu lá, vendo o Jon Bon Jovi de perto - #chateada) rsrs.

Então ela começa a ter uma vida de uma digna princesa. Dinheiro, roupas, seguranças e etc ... E ela acaba conhecendo Alex, um enteado do pai dela ... e ai vocês já podem imaginar o que vai acontecer. 

Aparentemente ele é um "bad boy", mas depois vai amolecendo e vai se tornando um verdadeiro príncipe.

Mas nem tudo é um mar de flores, além de Ana já estar comprometida no Brasil, Alex também tem uma namorada. A nome de cachorro Laika (que raiva eu tenho desse metida). E o ponto alto do romance, é se Ana vai ou não ficar em Krósvia.

Em geral eu gostei do livro, tirando alguns clichês que inevitavelmente existe nele.

Em suma, é um livro bom e que merece uma chance !!!

Espero que tenham gostado da resenha !!
Beijos !!!

Resenha: Starters


Olá leitores !!! Hoje tem resenha de "Starters" da autora Lissa Price.

Starters

Autor: Lissa Price
Editora: Novo Conceito
Páginas: 367
Lançamento: 2012
Seu mundo mudou para sempre. Callie perdeu os pais quando as guerras de Esporos varreu todas as pessoas entre 20 e 60 anos. Ela e seu irmão mais novo, Tyler, estão se virando, vivendo como desabrigados com seu amigo Michael e lutando contra rebeldes que os matariam por uma bolacha. A única esperança de Callie é Prime Destinations, um lugar perturbador em Berverly Hills que abriga uma misteriosa figura conhecida como o Old Man. Ele aluga adolescentes para alugar seus corpos aos Terminais — idosos que desejam ser jovens novamente. Callie, desesperada pelo dinheiro que os ajudará a sobreviver concorda em ser uma doadora. Mas o neurochip que colocam em Callie está com defeito e ela acorda na vida de sua locadora, morando em uma mansão, dirigindo seus carros e saindo com o neto de um senador. Parece quase um conto de fadas, até Callie descobrir que sua locatária pretende fazer mais do que se divertir — e que os planos de Prime Destinations são tão diabólicos que Callie nunca podia ter imaginado...
Que capa maravilhosa !!! Com certeza uma das mais bonitas da minha estante.

Starters é uma distopia que faz jus a sua capa espetacular. Tudo começa com a Gerra dos Esporos, uma guerra que causou a morte de todas as pessoas entre 20 e 60 anos. Só restaram então os Starters, menores de 20 anos e os Enders, os maiores de 60.

Callie Woodland e o seu irmão são Starters e junto com Michael vivem em um prédio abandonado lutando para sobreviver dos renegados, que são Starters violentos e que agem de forma brutal para sobreviverem, e dos inspetores, que vivem em busca de Starters abandonados para levarem ás instituições.

E em meio a tudo isso, temos a Prime Destinations, uma empresa que aluga corpos de Starters aos Enders. e para ajudar seu irmão, Callie aceita alugar seu corpo por três vezes. 

Só que Callie acorda quando o seu corpo ainda estava alugado por uma Ender, o que não poderia acontecer. E Callie acaba descobrindo alguns planos que o governo tem juntamente com a Prime, onde coloca vários jovens em risco. E daí pra frente ela começa um guerra contra o tempo para conseguir a própria sobrevivência e de vários outros jovens.

Eu adorei o livro em geral. A história é empolgante e envolvente, cheia de mistérios e reviravoltas. Adorei e super recomendo !!

Espero que tenham gostado da resenha !!
Beijos e abraços !!

Resenha: Julieta Imortal


Olá leitores !!! Como estão?

Hoje trago pra vocês a resenha de "Julieta Imortal" da autora Stacey Jay.


Julieta Imortal

Autor: Stacey Jay
Editora: Novo Conceito
Páginas: 237
Lançamento: 2012
Julieta Capuleto não tirou a própria vida. Ela foi assassinada pela pessoa em quem mais confiava, seu marido, Romeu Montecchio, que fez o sacrifício para assegurar sua imortalidade. Mas Romeu não imaginou que Julieta também teria vida eterna e se tornaria uma agente dos Embaixadores da Luz. Por setecentos anos, Julieta lutou para preservar o amor e as vidas de inocentes, enquanto Romeu tinha por fim destruir o coração humano. Mas agora que Julieta encontrou seu amor proibido, Romeu fará de tudo que estiver ao seu alcance para destruir a felicidade dela.
No começo desse livro, confesso que fiquei muito confusa, não conseguia entender nada e a leitura ficou empacada por um tempo. Até que resolvi começar tudo de novo pra ver se entendia melhor, e em partes funcionou, porque a história se tornou menos confusa, mas ainda tinha algumas partes que eu tinha que voltar e ler de novo pra realmente entender o que estava acontecendo.

Não que o livro seja ruim, eu gostei muito da história porque é criativa, empolgante e principalmente original, mas me pareceu que a autora se perdeu na própria narrativa e outra coisa que também me irritou muito foi o fato dela deixar vários pontos sem nó, muitas coisas não foram esclarecidas nesse primeiro livro e o final deixou muito a desejar.

Contudo, a história é realmente envolvente e cheio de mistérios e fantasias. Pouco esclarecedora, mas não deixa de ser uma ótima história. 

Para ler esse livro você tem que deixar de lado a versão de Shakespeariana de "Romeu e Julieta", porque segundo o livro Stacey, essa história toda não passa de uma farsa.

Segundo a história, Julieta foi traída por seu grande amor Romeu, que em troca da imortalidade foi capaz de sacrificar a amada. Mas o que ele não sabia era que Julieta iria ser resgatada pelos Embaixadores da Luz, o que significa que seu objetivo dali em diante era proteger o amor e aproximar as almas gêmeas, enquanto Romeu se torna um agente dos Mercenários do Apocalipse, cuja missão é fazer exatamente o contrário, destruir o amor e fazer as almas gêmeas se desunirem. 

E eles vivem como inimigos por décadas até agora quando Julieta possui o corpo de Ariel, uma garota um tanto pra lá de estranha, que tinha acabado de tentar matar a si própria e também o seu namorado em um acidente de carro.

Mas muitas coisas estavam estranhas. O fato de Julieta ter encarnado em um corpo humano apenas 12 anos após a última encarnação, lembrando que o normal é de 50 em 50 anos. O fato dela está bem mais enfraquecida. E o fato dela não conseguir se comunicar com nenhum Embaixador da Luz.

E para piorar tudo, Romeu possui o corpo morto de Dylan, o namorado que Ariel tentou matar.

E se sentido bem mais enfraquecida do que o normal, a única coisa que Julieta poderia fazer era fugir de Romeu, já que não tinha forças para lutar com ele.

E é no meu dessa fuga que ela conhece Ben, o mocinho da história (que na minha humilde opinião, deveria ter sido mais trabalhado) e logo percebe que sua aura está rosada. Mas o que isso significa? 

Eu te respondo. Significa que ele é uma das almas gêmeas a ser protegido. Ué, mas isso não seria bom? 

Claro, se a melhor amiga de Ariel, Gemma, também não estivesse com a aura rosada, ou seja, os dois foram feitos um por outro e Julieta teria que garantir que eles ficassem juntos para sempre.

Só que tudo isso seria normal se não fosse por um detalhe: Julieta se apaixona por Ben. 

Isso mesmo, ela se apaixona por Ben e não por Romeu.

E agora além de ter que conviver com esse amor proibido e juntar o seu novo amor com sua melhor amiga, ela vai ter que ouvir de Romeu uma proposta que a deixa confusa: Uma magia capaz de libertá-los de seus votos e serem livres de novo com seus antigos corpos.

Mas para isso acontecer Julieta teria que "simplesmente" amar Romeu novamente, depois de tudo o que ele fez pra ela e mesmo ela estando apaixonada por outro garoto.

E ai, o que será que vai acontecer com Julieta e Romeu? (eu queria que eles ficassem juntos e se perdoassem)... Mas nem tudo é um conto de fadas e muitas coisas estão por vir.

Espero que tenham gostado da resenha.
Até a próxima !!!

A Blogueira





Acompanhe

Fanpage

Instagram

Leitores

Youtube

Último Vídeo

Siga por E-mail

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

PróximasResenhas

Todos os Posts